ARTE POSTAL - CARTA/OBRA - MAIL ART

ARTE POSTAL  

A #ArtePostal, também conhecida pela expressão inglesa #MailArt,  utiliza objetos relacionados ao #Correio como meio de expressão artística.

Desde a década de 1950, o correio foi utilizado como intercâmbio entre propostas artísticas, mas, após a década de 1970, passou a ser meio de veiculação de trabalhos e idéias, dando oportunidade para os artistas e países que estavam à margem do mercado internacional das artes. Sendo considerado o ano de 1962 o marco formal de seu surgimento, quando o americano Ray Johnson (1927-1995) criou a “New York Correspondance School of Art, influenciada por outros movimentos, como o #Futurismo, #Dadaísmo, #Surrealismo e o #Fruxus.

Artistas postais  trocam artes efêmeras na forma de #carta ilustrada, #texto, #fanzine, #envelope decorado com #selo, #carimbo, #CartãoPostal, objetos tridimensionais, etc. antecipando muitos dos conceitos de conexão e rede social que vivemos hoje.

A ideia da arte postal é a de troca sem comércio inicialmente era, em parte, uma esnobada nas galerias de arte, show de jurados, e exclusividade em arte.

Um dito no movimento de arte postal é "remetentes recebem" ("senders receive"), significando que alguém não deve esperar receber arte postal a menos que participe ativamente do movimento.

 

CARTA/OBRA

Grupo de artistas coordenado por Suyan de Mattos utilizando-se das ferramentas disponíveis nas redes sociais digitais para a releitura do movimento Mail Art., tendo em vista a realização de exposições do grupo e participação em coletivas do movimento de arte postal  #cartaObra.

https://www.facebook.com/groups/1657673554448349/?ref=ts&fref=ts

Visite nosso site:

http://www.cartaobra.com/

Exposição CARTA/OBRA na Galeria deCurators em Brasilia. Curadoria Suyan de Mattos e expografia de Gisel  Carrinconte.

SOMOS: Adrián Montenegro, Adriana Lima, Alice Alei, Alice Ricci, André Lafetá, Alyda DeVillers, Alzira Ballestero, Andrea Nestrea, Betha Mesquita Rocha, Beth Fernandes, Bruno Schürmann, Catherine Mehrl Bennett, Chuck Welch, Chungtar (Chong López), Claudia Nascimento, Casa 3, Cris Mathias, Dani Soter, Eloiza Gurgel Pires, Elyeser Szturm, Eurico DaRocha, Fernanda Pacca, Gabriela Irigoyen, Gabriela Karamanian, Gastão Debreix, Glênio Lima, Karina Moschkowich, Kasia Chiluta, Kleber Cianni, Jacqueline Belotti, Jo Adriana, John M. Bennett, Josi Paz, Julia Godoy, Julie Brasil, Leci Augusto, Letícia Vianna, Lígia de Medeiros, Liliana Allodi, Liliana Menegali, Leo Coimbra, Luciana Glapas, Luís Jungmann Girafa, Luísa Günther, Mag Campos, Manoel Pacheco, Maria Filomena, Maria Helena Leal Lucas, Marianne Sadowski, Massimo Medola, Maurício Rosa, Neyde Lantyer, Oswaldo Pullen, Patrícia Bagniewski, Paulo Andrade, Renata Ghirotto, Rodrigo Paglieri, Madame Quinquin (Rogério Quintão), Rômulo Pintoandrade, Sandro Brasil, Suyan de Mattos, Valéria Pena-Costa, Veronica Meyer, Zelinda Jordão e Zé Mário.

Sobre as palestras: Gastão Debreix e Bene Fonteles.

https://www.facebook.com/events/1791861187752674/

https://www.facebook.com/events/1597244830578705/

 

 

Exposição CARTA/OBRA - Casa 3 Piracicaba-SP (2016).  Produção: Alzira Ballestero, Liliana Menegali, Renata Ghirotto e Zelinda Jordão.

SOMOS: Allyda Devillers, Alzira Ballestero, André Lafetá, Betha Mesquita Rocha, Bruno Schurmann, Cláudia Jeanne Nascimento, Cláudia Spessato, Eloiza Gurgel Pires, Fernanada Pacca, Gabriela Irigoyen, Gastão Debreix, Jacqueline Belotti, Jo Adriana, John Bennett, Julie Brasil,Lecy Kaiowá, Letícia Vianna, Lígia de Medeiros, Liliana Allodi, Liliana Menegali, Luisa Gunter, Mag Campos, Maurício Rosa, Neyde Lantyer, Oswaldo Pullen, Renata Ghirotto, Suyan de Mattos, Zelinda Jordão:

 

As primeiras manifestações de Arte Postal na América do Sul aconteceram em meados dos anos 60. Na Argentina, Eduardo Antônio Vigo editava a revista “Diagonal Cero”, a "Hexágono 70” e posteriormente "Nuestro Libro Internacional de Estampillas y Matasellos", o Uruguaio Clemente Padín a “Los Huevos de Plata” e “Ovum”, o chileno Guilhermo Deisler a “Ediciones Minbre” e o poeta chileno Dámaso Ogaz dirigia na Venezuela a revista “la Pata de Palo”. Estes grandes nomes iniciavam intenso intercâmbio postal através de suas publicações. E em 1970 no Brasil, Pedro Lyra publica um manifesto de Arte Postal.

Em 1974, em Montevidéu, acontece a primeira exposição documentada de Arte Postal da América Latina – “Festival de la Postal Creativa”.                     A partir daí o movimento se dinamiza acontecendo mostras como "Última Exposición Internacional de Arte Postal" realizada por Eduardo Antonio Vigo e Horacio Zabala, em la Plata, 1975, e, no mesmo ano, no Brasil, a "Primeira Exposição Internacional de Arte Postal" organizado por Paulo Brucksy e Ypiranga Filho em Recife (PE).

Durante o período das ditaduras a Arte Postal cumpre o papel de denúncia e explicação da situação internacional. Por conta disto muitos dos seus expoentes foram perseguidos, presos e exilados.

Referencias.

http://www.trilhas.iar.unicamp.br/artepostal/artepostal.htm

http://www.merzmail.net/artepostalarte.htm

http://lounge.obviousmag.org/coqueluche/2013/01/na-decada-de-60-na.html

Vejam este catalogo: 16ª Bienal de São Paulo - Arte Postal -1981, bienal de São Paulo. http://www.bienal.org.br/publicacao.php?i=2128

 

 
left show fwR b03s bsd|left tsN fwB|left show fwR|c05 b02 bsd|||news b01 fwB tsN fwR tsY c15 bsd|b01 normalcase c15 c05 bsd|b01 c05 bsd|news login b01 normalcase c15 c10 bsd|tsN normalcase c15 c05|b01 normalcase c15 bsd|content-inner||